Adoro o silêncio debaixo de água OU o que eu gostava mesmo era de ter guelras

“Debaixo dágua

tudo era mais bonito

mais azul mais colorido

só faltava respirar

Mas tinha que respirar

Debaixo dágua

se formando como um feto

sereno confortável amado completo

sem chão sem teto sem contato com o ar

Mas tinha que respirar

Todo dia

Todo dia, todo dia

Todo dia

Todo dia, todo dia

Todo dia

Debaixo dágua

por encanto sem sorriso

e sem pranto

sem lamento e sem saber o quanto

esse momento poderia durar

Mas tinha que respirar

Debaixo dágua ficaria

para sempre ficaria contente

longe de toda gente

para sempreno fundo do mar

Mas tinha que respirar

Todo dia

Todo dia, todo diatodo dia

Todo dia, todo dia

Todo dia

Debaixo dágua

protegido salvo fora de perigo

aliviado sem perdão e sem pecado

sem fome sem frio sem medo sem vontade de voltar

Mas tinha que respirar

Debaixo dágua tudo era mais bonito

mais azul mais colorido

só faltava respirar

Mas tinha que respirar

Todo dia

Todo dia, todo dia

Todo dia

Todo dia, todo dia

Todo dia”

(Arnaldo Antunes)

Deixe um comentário

Filed under but don't forget the songs that made you cry and the so

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s