Vanilla Sky

Se eu fosse pintora deitava-me de barriga para cima num sítio qualquer com um horizonte muito largo e passava o resto da vida a pintar céus e mais céus: limpos azuis, às risquinhas, com nuvens-farrapos, com nuvens gigantes laranjas, dourados, liláses, prestes a chover, acabadinhos de lavar, diurnos, a amanhecer, nocturnos cheios de estrelas, com arco-íris ao fundo e brilhantes de doer. Todos. O resto da vida*.

*Revelação patrocinada pelo céu de fim de tarde aqui da ilha cinzenta, sempre lindo, o parvo, mesmo a dizer: “Vês como eu podia ter estado o dia todo em vez de cinzento prestes a cair, mas olha toma lá uns minutos disto para te acompanhar no caminho para casa que já não é mau”

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under Sem-categoria

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s