texto encriptado

Os olhos meios de lágrimas ao olhar para o dedo médio e imaginar os detalhes da história da pérola ao longo do tempo, da loja até ti, de ti até ela, dela até mim em teu nome. Bem feita, quem me manda andar a passear as memórias nas mãos. Escondê-las em baús escuros e fundos seria mais sensato. Mas menos humano.

Deixe um comentário

Filed under Sem-categoria

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s