Já acreditavas dominar o malabarismo quando tropeças nas pequenas e importantes coisas, no milionésimo tijolinho que nos distingue uns dos outros. É a tua armadilha sempre. Cala-te as palavras, baralha-te as mãos e leva-te os olhos para longe.
Entre o que se aproxima demasiado rápido e o que vagarosamente se afasta sem que o consigas agarrar não consegues escolher.
É grave, e tu sabes, quando nem aquele verso te dá descanso, quando nem aquele refrão te adormece. Muito mais grave quando o abraço que precisavas há muito partiu.

Deixe um comentário

Filed under Sem-categoria

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s