Era só um cão, disseram-me hoje…eles sabem lá


…é que era o Kafkinha, o das patinhas com as manchas mais lindas, maravilhas, obras-primas da genética canina, do pêlo mais macio e quentinho do mundo, dos olhinhos mais meigos e marotos, o criador de alegria instântanea com uma só corrida dispara(ta)da, que merece perto de si para sempre o favorito indestrutível osso azul, um fornecimento eterno de biscoitos, almofadas e daquelas festinhas debaixo da orelha que (nem tem discussão) só eu sei fazer.

Advertisements

Deixe um comentário

Filed under Sem-categoria

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s